Skip to content Skip to navigation Skip to footer

O que é UTM (gerenciamento unificado de ameaças)?

Fale conosco 

Definição do Gerenciador unificado de ameaças

O gerenciamento unificado de ameaças (UTM) refere-se a quando vários recursos ou serviços de segurança são combinados em um único dispositivo dentro da sua rede. Usando o UTM, os usuários da sua rede são protegidos com vários recursos diferentes, incluindo antivírus, filtragem de conteúdo, filtragem de e-mail e web, antispam e muito mais.

O UTM permite que uma organização consolide seus serviços de segurança de TI em um dispositivo, potencialmente simplificando a proteção da rede. Como resultado, sua empresa pode monitorar todas as ameaças e atividades relacionadas à segurança através de um único painel de controle. Dessa forma, você obtém visibilidade completa e simplificada de todos os elementos de sua arquitetura de segurança ou sem fio.

Recursos desejados de um gerenciador unificado de ameaças

Há certos recursos que uma solução ideal de UTM deve ter.

Antivírus

Um UTM vem com um software antivírus que pode monitorar sua rede e, então, detectar e impedir que vírus danifiquem seu sistema ou seus dispositivos conectados. Isso é feito aproveitando as informações nos bancos de dados de assinatura, que são depósitos contendo os perfis de vírus, para verificar se algum deles está ativo em seu sistema ou se está tentando obter acesso. 

Algumas das ameaças que o software antivírus dentro de um UTM pode deter incluem arquivos infectados, Cavalos de Troia, worms, spyware e outros malwares.

Antimalware

O gerenciamento unificado de ameaças protege sua rede contra malware detectando-a e respondendo. Um UTM pode ser pré-configurado para detectar malware conhecido, filtrando-o de seus fluxos de dados e impedindo-o de penetrar em seu sistema. O UTM também pode ser configurado para detectar novas ameaças de malware usando análise heurística, que envolve regras que analisam o comportamento e as características dos arquivos. Por exemplo, se um programa for desenvolvido para evitar o funcionamento adequado da câmera de um computador, uma abordagem heurística pode sinalizar esse programa como malware.

O UTM também pode usar sandboxing como medida antimalware. Com o sandboxing, uma célula dentro do computador fica confinada a uma sandbox que captura o arquivo suspeito. Mesmo que o malware seja executado, a sandbox impede que ele interaja com outros programas no computador.

Firewall

Um firewall tem a capacidade de verificar o tráfego de entrada e saída em busca de vírus, malware, ataques de phishing, spam, tentativas de invadir a rede e outras ameaças de segurança cibernética. Como os firewalls UTM examinam os dados que entram e saem da sua rede, eles também podem impedir que dispositivos dentro da sua rede sejam usados para espalhar malware para outras redes que se conectam a ela.

Prevenção de intrusão

Um sistema UTM pode fornecer a uma organização a capacidade de  prevenção de intrusão, que detecta e, em seguida, evita ataques. Essa funcionalidade é muitas vezes chamada de sistema de detecção de intrusão (intrusion detection system, IDS) ou sistema de prevenção de intrusos (intrusion prevention system, IPS). Para identificar ameaças, um IPS analisa pacotes de dados, procurando padrões conhecidos por existirem em ameaças. Quando um desses padrões é reconhecido, o IPS interrompe o ataque. 

Em alguns casos, um IDS simplesmente detectará o pacote de dados perigoso e uma equipe de TI pode então escolher como eles querem lidar com a ameaça. As etapas realizadas para interromper o ataque podem ser automatizadas ou executadas manualmente. O UTM também registrará o evento mal-intencionado. Esses logs podem então ser analisados e usados para evitar outros ataques no futuro.

Rede privada virtual (VPN)

Os recursos da rede privada virtual (VPN) que vêm com um dispositivo UTM funcionam de modo semelhante à infraestrutura VPN regular. Uma VPN cria uma rede privada que faz túneis através de uma rede pública, dando aos usuários a capacidade de enviar e receber dados através da rede pública sem que outros vejam seus dados. Todas as transmissões são criptografadas, portanto, mesmo que alguém interceptasse os dados, seria inútil para eles.

Web Filtering

O recurso de filtragem da web do UTM pode impedir que os usuários vejam sites específicos ou Localizadores Uniformes de Recursos (Uniform Resource Locators, URLs). Isso é feito impedindo que os navegadores dos usuários carreguem as páginas desses sites em seus dispositivos. Você pode configurar filtros da Web para direcionar determinados sites de acordo com o que sua organização pretende realizar. 

Por exemplo, se quiser impedir que os funcionários se distraiam com determinados sites de redes sociais, você pode impedir que esses sites carreguem em seus dispositivos enquanto eles estão conectados à sua rede.

Prevenção de perda de dados

A prevenção contra perda de dados que você obtém com um dispositivo UTM permite detectar violações de dados e tentativas de exfiltração e então evitá-las. Para fazer isso, o sistema de prevenção de perda de dados monitora dados confidenciais e, quando identifica uma tentativa de um agente mal-intencionado de roubá-los, bloqueia a tentativa, protegendo assim os dados.

Benefícios do uso de uma solução de Gerenciamento unificado de ameaças

Flexibilidade e adaptabilidade

Com uma rede UTM, você pode usar um conjunto de soluções flexíveis para lidar com a variedade complicada de configurações de rede disponíveis na infraestrutura empresarial moderna. Você pode escolher o que precisa de uma seleção de ferramentas de gerenciamento de segurança, escolhendo o que é melhor para sua rede específica. Você também pode optar por obter um modelo de licenciamento que vem com todas as tecnologias que você deseja, economizando tempo na compra de soluções individuais.

Como um UTM é flexível, você tem a liberdade de implantar mais de uma tecnologia de segurança conforme achar adequado. Além disso, um UTM vem com atualizações automáticas, que mantêm seu sistema pronto para combater as ameaças mais recentes no cenário.

Gerenciamento e integração centralizados

Em uma configuração normal sem UTM, você pode ter que fazer malabarismo com vários componentes de segurança de uma só vez, incluindo um firewall, controle de aplicativos, uma VPN e outros. Isso pode tirar tempo e recursos da sua equipe. No entanto, com um UTM, você pode consolidar tudo e controlar tudo com um único console de gerenciamento. Isso torna mais fácil monitorar o sistema, assim como lidar com componentes específicos dentro do UTM que podem precisar ser atualizados ou verificados.

A natureza centralizada de um UTM também permite que você monitore várias ameaças simultaneamente, pois elas afetam vários componentes da sua rede. Em uma rede sem essa estrutura centralizada, quando um ataque multimódulo estiver ocorrendo, pode ser muito difícil evitá-lo.

Relação custo-benefício

Devido à sua configuração centralizada, um UTM reduz o número de dispositivos que sua organização precisa para proteger sua rede. Isso pode resultar em economias de custo significativas. Além disso, como menos funcionários são necessários para monitorar o sistema, você também pode economizar em custos de mão de obra.

Maior conscientização sobre ameaças à segurança de rede

A combinação da centralização de um UTM e operação mais rápida resulta em uma maior conscientização das ameaças de segurança de rede, permitindo que você implemente a proteção avançada contra ameaças (ATP). Isso equipa sua equipe de TI para gerenciar melhor ameaças persistentes avançadas (advanced persistent threats, APTs) e outros perigos modernos no cenário. 

A capacidade aprimorada de abordar esses tipos de ameaças vem da capacidade de um UTM de operar vários mecanismos de resposta a ameaças em uníssono, que combinam forças contra as ameaças que tentam se infiltrar em sua rede.

Solução de segurança mais rápida para empresas

Com um UTM, você pode simplificar a forma como os dados são processados e usar menos recursos ao mesmo tempo. O UTM não requer tantos recursos quanto vários componentes operando independentemente uns dos outros. Quanto maior a eficiência que você obtém de um UTM, mais recursos podem ser liberados para gerenciar melhor outros processos essenciais dependentes da rede.

Firewalls de próxima geração vs. UTM [Unified Threat Management (gerenciamento unificado de ameaças)]

Embora, na superfície, possa parecer que as diferenças entre firewalls de próxima geração (NGFWs) e UTM são meramente semânticas, dependendo do NGFW que você usar, pode haver algumas distinções. Para ser claro, ambas as soluções protegem sua rede. Com um UTM, no entanto, existe a possibilidade de que você obtenha serviços que não precisa. Integrar isso à sua rede atual pode envolver trabalho extra. Isso também pode resultar em decisões difíceis e em um processo de configuração desafiador, à medida que você tenta combinar os recursos do UTM com o que você já tem ou colocar um contra o outro para verificar qual solução é melhor.

Com NGFWs, por outro lado, como o FortiGate da Fortinet, você pode optar por ativar os recursos que precisa, tornando-o uma solução completa de UTM. Por outro lado, você pode optar por usá-lo apenas como firewall ou ativar algumas proteções, mas não outras. Se, por exemplo, você tiver o FortiGate e optar por usá-lo em sua capacidade total, ele também funcionará como um sistema UTM.

Outra diferença é que um NGFW é uma solução eficaz para empresas maiores, enquanto um UTM típico pode ficar sobrecarregado com as demandas de uma empresa.

Como a Fortinet pode ajudar

A Fortinet oferece várias soluções que dão a uma organização o tipo de proteção que ela precisa contra um UTM. O FortiGate é um NGFW que vem com todos os recursos de um UTM. O FortiGate tem recursos antimalware, permitindo que ele escaneie o tráfego de rede — de entrada e de saída — em busca de arquivos suspeitos. Além disso, o UTM da Fortinet tem um IPS que protege sua rede contra invasores que tentam se estabelecer dentro dela. Se um elemento mal-intencionado tentar explorar uma vulnerabilidade em sua segurança, o IPS do FortiGate poderá detectar a atividade invasiva e interrompê-la.

O FortiGate também vem equipado com software de prevenção de vazamento de dados, que permite detectar possíveis violações e tentativas de exfiltração. O FortiGate monitora sua atividade de rede, então quando um vazamento de dados é detectado, ele o bloqueia, protegendo os dados confidenciais. Essas medidas de proteção podem proteger os dados em endpoints, no tráfego de rede e nos dispositivos de armazenamento.

Além do FortiGate, a Fortinet tem um amplo conjunto de produtos que você pode usar para fornecer proteção abrangente a todas as facetas da sua rede.