Skip to content Skip to navigation Skip to footer

O que é catfish on-line: como identificar

O que é catfishing?

Catfishing se refere a quando uma pessoa pega informações e imagens, normalmente de outras pessoas, e as usa para criar uma nova identidade para si mesma. Em alguns casos, um catfisher rouba a identidade completa de outra pessoa, incluindo sua imagem, data de nascimento e localização geográfica, e finge que é sua própria identidade. O catfisher então usa essa identidade para enganar outras pessoas para que se associem a ele ou façam negócios on-line.

Em alguns casos, uma única pessoa é alvo de um ataque de catfishing. Nesses casos, um catfisher pode desenvolver uma identidade que ele ache que atrairá seu alvo. O catfishing sempre foi comum em fóruns e sites de namoro on-line. Como o catfisher pode esconder parte ou toda a sua verdadeira identidade sem ser questionado, as pessoas muitas vezes falsificam certos aspectos do seu perfil para atrair seus alvos. Isso geralmente inclui usar uma foto de perfil que ele roubou de outra pessoa para parecer mais atraente. 

O significado de catfish também inclui, muitas vezes, falsificar profissões, locais e preferências e aversões. Quando alguém falsifica apenas alguns elementos ou elementos relativamente insignificantes de sua identidade, isso é chamado de kitten fishing.

Por que é chamado de catfishing?

A prática de catfishing on-line existe há muitos anos, simplesmente porque é muito fácil falsificar sua identidade na internet. O termo “catfish” tornou-se popular depois que um documentário chamado Catfish foi lançado em 2010. Depois, a MTV lançou uma série de TV chamada “Catfish” em 2012.

Como o catfishing se relaciona com o bullying cibernético?

O bullying cibernético envolve tentativas repetidas de constranger, humilhar ou prejudicar alguém usando recursos on-line. O catfishing é, portanto, uma forma de bullying cibernético porque o alvo é prejudicado quando o catfisher faz jogos psicológicos com ele. 

Além disso, o catfishing muitas vezes envolve atrair pessoas para relacionamentos artificiais para aprender informações que o invasor pode usar contra a vítima. Assim que tiver informações suficientes para constranger o alvo ou tentar destruir sua reputação, ele divulga as informações fornecidas em confiança.

Os praticantes de bullying cibernético têm o hábito de usar as emoções de seus alvos contra eles. Isso geralmente é realizado identificando-se uma característica física, aspecto de sua história pessoal ou algo que faça com que ele se sinta deprimido, assustado ou triste. O catfisher usa isso contra a vítima. Os catfishers também tendem a ter como alvo pessoas solitárias ou que expressaram a necessidade de um relacionamento romântico, seja on-line ou presencial. O abuso dessas vulnerabilidades coloca o catfishing na categoria de bullying cibernético.

Por que as pessoas praticam catfish?

As pessoas praticam catfish por vários motivos. Alguns não envolvem má intenção, enquanto outros buscam prejudicar pessoas específicas diretamente. Alguns dos principais motivos por trás do catfishing incluem:

  1. Insegurança: se um catfisher se sente mal com relação a quem ele é na vida real, ele pode tentar criar uma identidade que se ajuste mais ao que ele gostaria de ser. Isso geralmente inclui usar fotos de alguém que ele acha que é mais bonito do que ele. Ele também pode fingir ter uma carreira de sucesso para experimentar como é ser admirado por suas “realizações”. Os catfishers que assumem identidades atraentes também podem estar tentando reunir muitos “amigos” e atenção on-line para se sentirem mais populares.
  2. Ocultar sua identidade: há várias razões pelas quais as pessoas querem ocultar sua identidade on-line. Quando ninguém sabe quem você é, é mais fácil trollar as pessoas em fóruns de discussão devido à falta de repercussões. Algumas pessoas pretendem trair seu cônjuge ou outra pessoa importante e acham que a melhor maneira de escapar impunes é falsificando sua identidade. Em outros casos, uma pessoa oculta sua identidade para extorquir dinheiro de outra pessoa. Se a pessoa descobrir o golpe, ela não pode dizer às autoridades quem é o invasor por causa da falsa persona do catfisher.
  3. Doença mental: em alguns casos, as pessoas que sofrem de depressão ou ansiedade crônica podem optar por se envolver em catfishing. Ao assumirem a identidade de outra pessoa, elas ganham a confiança que precisam para se associar a outras pessoas e viver o que consideram uma vida on-line mais “normal”. Com uma identidade mais atraente, bem-sucedida ou sociável, elas aumentam a autoestima sempre que se relacionam com outras pessoas on-line.
  4. Vingança: alguns catfishers buscam vingança contra a pessoa pela qual estão se fazendo passar. Eles usam o nome e o rosto da pessoa e criam uma identidade on-line. Depois, eles dizem ou fazem coisas on-line que fazem a pessoa parecer mal – ou até mesmo se envolvem em atividades ilegais em nome do alvo.
  5. Experimentar preferências sexuais: alguns catfishers usam a prática para explorar suas identidades sexuais. Eles assumem a preferência sexual pela qual estão interessados on-line, usando uma identidade diferente da sua. Ao se envolver em interações sociais sob essa identidade, eles têm uma noção de como seria viver esse estilo de vida em tempo integral.
  6. Para assediar seu alvo: quando alguém tenta perseguir ou perturbar alguém on-line, o alvo muitas vezes bloqueia o agressor em uma ou mais plataformas de rede social. Quando isso acontece, o invasor pode usar o catfishing para continuar suas perseguições. Mesmo que a vítima não saiba com quem está interagindo, o catfisher, uma vez aceito como amigo ou seguidor, ainda é capaz de ver as postagens e fotos do alvo. Dessa forma, ele pode controlar o que a vítima está fazendo, quando e com quem.

Um traço comum entre muitos dos motivos pelos quais as pessoas praticam catfish é a falta de autoconfiança. Quando as pessoas estão pessoalmente insatisfeitas consigo mesmas ou sentem que sua identidade real não é boa o suficiente para alcançar um determinado objetivo, elas podem assumir um outro “eu” para se sentirem melhor ou alcançar o resultado desejado. 

Em outros casos, o catfisher não tem a autoconfiança necessária para se expressar abertamente, mas, sob o pretexto de uma falsa identidade, sente que pode ser quem quiser ser.

Como saber se você está sendo vítima de catfishing: 7 possíveis sinais

O que significa ser vítima de catfishing? Pode ser difícil saber quando você está sendo vítima de catfishing, especialmente se o perfil do catfisher for detalhado e completo. No entanto, se você notar qualquer um dos sete sinais a seguir, você pode ser vítima de um golpe de catfishing.

1. Eles não têm muitos amigos ou seguidores

Os catfishers geralmente não têm muitos amigos ou seguidores em suas contas. Isso se deve a algumas razões diferentes. Primeiro, a conta é normalmente criada por um motivo específico: para praticar catfish com um determinado alvo. Talvez eles usem a conta só para essa finalidade, mas usem suas contas de rede social reais para interações mais genuínas. Portanto, eles podem não investir o tempo necessário para preencher sua conta de catfishing com amigos ou seguidores. 

Em geral, para obter conexões nas redes sociais, um usuário precisa fazer o automarketing, entrar em contato com outras pessoas, visualizar postagens e curtir conteúdo on-line ou seguir perfis. Isso pode levar um tempo considerável e um catfisher pode não investir tempo e energia para gerar seguidores suficientes para que a conta pareça “real”.

Outro motivo é reduzir as chances de ser pego. Quanto mais amigos ou seguidores um catfisher tiver, mais perguntas podem ser feitas sobre sua identidade, profissão ou localização. Cada consulta pode resultar em um deslize, portanto, limitar o número de contatos ajuda a minimizar o risco do catfisher.

O risco de ser descoberto também aumenta quando o catfisher tem mais amigos, porque aceitar uma sugestão de amigo verifica uma conexão feita pelo algoritmo do site de rede social. Por exemplo, se o Facebook recomendar alguém como amigo, pode ser porque ele more em sua área ou estudou na mesma escola. Se um catfisher só mudou a aparência ou alguns outros elementos básicos de sua identidade, alguém que sabe como o algoritmo de sugestão geralmente funciona poderia descobrir que ele não é quem diz ser. Portanto, quanto menos amigos um catfisher tiver, menores as chances de ele ser descoberto.

2. Eles nunca querem fazer chamadas/chamadas de vídeo

Se alguém se recusar a participar de um bate-papo por vídeo ou de um telefonema, ele pode estar tentando impedir que você veja sua aparência real ou ouça sua voz. Na maioria dos casos, o catfisher inventará desculpas sobre por que não pode falar ou conversar por vídeo. 

Por exemplo, sempre que vocês concordarem com um horário para se conectar, algo acontece ou ele diz que sua agenda está repleta de compromissos. Ele também pode fingir que têm vergonha de sua aparência devido a uma doença grave, como o câncer. Outra desculpa pode ser que ele esteja viajando ou visitando a família. Independentemente da desculpa dada, as rejeições repetidas de um encontro visual ou auditivo podem indicar que você está sendo vítima de catfishing.

3. A foto do perfil permanece a mesma

Como o catfisher só tem acesso a um determinado número de fotos falsas de perfil da pessoa cuja aparência está roubando, ele pode manter a mesma foto de perfil por muitos anos. Se você notar que a pessoa tem, por exemplo, 45 anos, mas sua foto de perfil parece estar mais próxima de 35, ela pode estar falsificando sua identidade.

Um catfisher pode ser capaz de pegar várias fotos da mesma pessoa on-line e usá-las uma a uma com o passar de meses ou anos. No entanto, as fotos que ele pega podem ter sido tiradas ao mesmo tempo, dando a impressão de que ele não está envelhecendo com o passar do tempo.

4. Eles evitam se reunir

Um encontro presencial é o pesadelo de um catfisher. Não há maneira mais segura de comprometer sua falsa identidade. Um catfisher que mora perto de você será mais fácil de identificar se ele se recusar a se encontrar, independentemente de o local pretendido ser público ou não. 

Se o catfisher mora mais longe, pode ser fácil para ele usar isso repetidamente como desculpa. Nesse caso, se você suspeitar, sempre poderá recomendar uma chamada de vídeo. Se ele não estiver aberto a isso, é altamente provável que você esteja sendo vítima de catfishing.

5. Suas histórias não fazem sentido

Assumir outra identidade requer uma série de mentiras perfeitamente executadas. É fácil para um catfisher descuidado cometer um deslize. Por exemplo, se alguém afirma viver em uma área do país, mas de repente está em sua área, ele pode estar tentando intensificar sua conexão com você por meio de uma “proximidade” maior. Ajustes súbitos como este são fáceis de detectar. 

Em outros casos, o catfisher pode alegar ter frequentado uma determinada escola ou universidade, mas sabe pouco sobre a localização ou a própria instituição.

6. Eles pedem dinheiro

Se o seu suposto catfisher pedir dinheiro ou um presente, suas suspeitas provavelmente estarão corretas. Mesmo que você já tenha formado uma conexão emocional ou comercial com a pessoa, é melhor recusar a solicitação. Em geral, você nunca deve enviar dinheiro para alguém cuja identidade você não pode confirmar.

7. Eles estão exagerados

Se você estiver em contato com alguém que nunca conheceu e essa pessoa fizer afirmações excessivamente comprometedoras, como se amasse você ou quisesse se envolver em um grande empreendimento comercial com você, ela pode estar praticando catfishing com você. Eles provavelmente imaginam que um gesto grandioso é capaz de conquistar a sua confiança.

Como a Fortinet pode ajudar

Uma abordagem de segurança proativa é essencial para lidar com essas ameaças. A tecnologia de engano é uma dessas abordagens. A tecnologia de engano é um método de descobrir os criminosos e suas táticas. 

Pode ser difícil evitar ser vítima de catfishing em primeiro lugar, mas há muito o que você pode fazer para evitar cair no golpe. Tenha sempre cuidado ao conversar online com alguém. O padrão é não confiar na pessoa, pelo menos até que ela ganhe totalmente a sua confiança. Nunca dê dinheiro a ninguém on-line se não tiver certeza de quem é a pessoa.

Não tenha medo de fazer perguntas, mesmo se sentir que está “bisbilhotando”. Se algo parecer errado, converse sobre isso com alguém em quem você confia e ouça as opiniões da pessoa sobre quaisquer sinais de alerta que ela perceber. A distância emocional dessa pessoa pode dar a ela uma perspectiva mais clara.

Perguntas frequentes

O que significa praticar catfish com alguém?

Catfishing se refere a quando uma pessoa pega informações e imagens, normalmente de outras pessoas, e as usa para criar uma nova identidade para si mesma.  

O que fazer se você for vítima de catfishing?

Se for vítima de catfishing, você deve interromper toda a associação com o catfisher, bloqueá-lo em suas contas de rede social e denunciá-lo. Além disso, interrompa todos os pagamentos que possa ter feito a ele e entre em contato com as autoridades se estiver sendo defraudado em dinheiro ou propriedade.

Por que as pessoas praticam catfish?

As pessoas praticam catfish porque têm baixa autoestima ou querem usar uma identidade falsa para ganhar a confiança de alguém com o objetivo de fraudá-los. As pessoas também praticam catfish para arruinar a reputação de alguém ou praticar bullying cibernético.

Como saber se alguém é um catfisher?

Se a pessoa não vai se encontrar com você, seja pessoalmente ou por vídeo ou chamada de voz, tiver uma foto de perfil que raramente ou nunca muda, pedir dinheiro ou tiver muito poucos amigos ou seguidores, pode ser um catfisher.