Fortinet é a primeira empresa sócio fundadora do Centro Global de Cibersegurança do Fórum Econômico Mundial

Parceria da Fortinet como sócio fundadora do ‘Center for Cybersecurity’ mostra seu compromisso contínuo com a inovação e a colaboração para combater o cibercrime global

Sunnyvale, Califórnia - 03/01/2019


Ken Xie, fundador, presidente do conselho e CEO da Fortinet

“Temos o orgulho de anunciar que somos a primeira empresa de cibersegurança nomeada sócio fundadora do Centro Global de Cibersegurança do Fórum Econômico Mundial. Com isso, esperamos colaborar com os líderes globais dos setores público e privado, mantendo o nosso compromisso compartilhado de fornecer uma resposta às crescentes ameaças globais de cibersegurança. O Centro Global de Cibersegurança do Fórum Econômico Mundial é importante para a colaboração global de vários grupos de interesse; por isso, essa nomeação de parceira fundadora do Centro é mais um passo adiante em nossa missão de proteger as maiores empresas, provedores de serviços e organizações governamentais do mundo.”

Resumo da notícia:

A Fortinet (NASDAQ: FTNT), líder global em soluções de cibersegurança amplas, integradas e automatizadas, anuncia sua nomeação como primeira empresa sócio fundadora do Centro Global de Cibersegurança do Fórum Econômico Mundial (FEM). Ken Xie, CEO da Fortinet, será membro do Conselho Consultivo do Centro Global de Cibersegurança.

Resposta global às ameaças globais

O FEM e a Fortinet acreditam que a ameaça mundial à nossa economia digital exige uma resposta global. Para responder a essa ameaça e desenhar o futuro da cibersegurança, o FEM decidiu criar o Centro Global de Cibersegurança, uma rede global de representantes de empresas, governos, organizações internacionais, instituições acadêmicas e sociedade civil para colaboração nos desafios de cibersegurança. A parceria da Fortinet com o Centro reforça ainda mais o compromisso da empresa de colaborar com os setores público e privado. Com o apoio do Centro, a Fortinet continuará seus esforços de colaboração, inovação e desenvolvimento de soluções globais robustas para reduzir os ciberataques globais, conter os ciberataques atuais e futuros e deter o cibercrime.

Como parte da atividade da empresa no Centro Global de Cibersegurança do FEM e do Encontro Anual do FEM em Davos:

  • Ken Xie, presidente do conselho, CEO e fundador da Fortinet, e Phil Quade, CISO da Fortinet, participaram das discussões de planejamento no Encontro Anual de inauguração do Centro Global de Cibersegurança em Genebra, Suíça, realizado nos dias 26 e 27 de novembro.
  • ·Foi anunciado na Reunião Anual que a Accenture, a Fortinet e o Sberbank são parceiros fundadores do Centro e Xie foi nomeado para o Conselho Consultivo do Centro Global de Cibersegurança
  • Xie foi nomeado líder de discussão da próxima Reunião Anual do FEM, em Davos, Suíça, para a sessão da Força de Trabalho do Centro Global de Cibersegurança na terça-feira, 22 de janeiro de 2019.

Segundo o seu estatuto, o Centro Global de Cibersegurança tem os seguintes compromissos:

  • Estabelecer, ativar e coordenar parcerias público-privadas globais para incentivar o compartilhamento de informações e o desenvolvimento de cibernormas.
  • Desenvolver, testar e implementar coletivamente conhecimentos e ferramentas de ponta para prever e proteger contra ciberataques atuais e futuros.
  • Implementar programas globais de capacitação e treinamento para produzir a próxima geração de profissionais de cibersegurança.
  • Estabelecer, coordenar e possibilitar uma Força-Tarefa Global de Cibersegurança de Reação Rápida composta por especialistas da comunidade de parceiros para ajudar a mitigar o impacto negativo dos ciberataques globais severos.

A Fortinet acredita nos objetivos do Centro e também se compromete a ajudar a liderar as seguintes iniciativas:

  • Criar confiança nas fronteiras internacionais
    • Novas tecnologias trouxeram ganhos de produtividade e novas oportunidades, mas também ampliaram a superfície de ameaças, expondo cidadãos, consumidores, empresas e países a novas ameaças e vulnerabilidades. Para combater o aumento do cibercrime, a comunidade global precisa superar vários desafios importantes, incluindo a falta de confiança e cooperação.
    • O mundo físico e o mundo digital estão cada vez mais interconectados; desta forma, a inteligência viável sobre ameaças de visibilidade global é a melhor maneira de deixar de ser reativo e assumir uma postura proativa no mundo onde o cibercrime não tem fronteiras. Nenhuma organização tem uma visão completa do cenário de segurança; por isso, o compartilhamento e a colaboração entre as organizações públicas e privadas são fundamentais.
    • Criar confiança é mais do que tecnologia e inovação. A Fortinet ajuda a desenhar o futuro dos padrões e protocolos de informações sobre ameaças por meio da colaboração contínua com organizações globais de segurança pública e do setor.
    • A Fortinet é membro fundador da Cyber Threat Alliance, mantém parceria com a Agência de Comunicação e Informação da OTAN; além disso, é membro de um grupo de trabalho especializado na INTERPOL.

  • Novas oportunidades para as populações e forças de trabalho na economia digital
    • Abordar a falta de especialistas em cibersegurança de maneira escalável: criar uma força de trabalho com a confiança dos setores público e privado e ajudar os países com uma economia digital incipiente a impulsionar seu setor de tecnologia com uma população já doutrinada em cibersegurança.
    • Para ajudar a resolver a falta de especialistas em cibersegurança, a Fortinet oferece um programa mundial de especialista em segurança de rede (Network Security Expert - NSE), que oferece certificação em oito níveis e formação de profissionais técnicos e aspirantes, para o desenvolvimento de suas habilidades e conhecimentos sobre o atual cenário de cibersegurança. Em 2016, a empresa estendeu o programa para educadores e alunos por meio da Fortinet Network Security Academy (FNSA), facilitando o treinamento sobre segurança de rede em todo o mundo para ajudar a educar, treinar e preparar a próxima geração de especialistas em cibersegurança. Além disso, o Fortinet Veterans Program (FortiVet) facilita a transição de veteranos militares excepcionais para a indústria de cibersegurança, fornecendo networking profissional, treinamento e orientação para ajudar a preencher a falta de profissionais nessa área.

  •  A proteção de infraestruturas críticas conta com o apoio dos países desenvolvidos e em desenvolvimento
    • É necessária uma iniciativa para garantir a segurança e confiabilidade das infraestruturas que fornecem serviços críticos (por exemplo, energia, água, transporte) para grandes populações. Essas infraestruturas usam “Tecnologia Operacional (TO)”, que é cada vez usada pelos países e também pelos criminosos, pois a TO está cada vez mais conectada a sistemas tradicionais de TI e fornece aos criminosos a capacidade de afetar grandes populações ou economias sem precisar de balas e bombas.
  •  Normas internacionais de comportamento no ciberespaço
    • Trabalho para estabelecer os princípios básicos de comportamento aceitável no ciberespaço que estabilizem o ambiente, permitam que os países desenvolvidos e em desenvolvimento busquem os benefícios da transformação digital e criem confiança no futuro do ciberespaço.
    • Isso também inclui ajudar a criar padrões para testes independentes de produtos/soluções de cibersegurança para facilitar a tomada de decisões dos compradores de soluções de segurança.
    • A Fortinet sempre acreditou que os testes de produtos e soluções de segurança realizados por terceiros desempenham um papel fundamental para impedir os cibercriminosos e permitir que as equipes de TI desenvolvam suas infraestruturas de segurança de forma adequada. As organizações precisam de soluções de segurança eficazes que atendam a um conjunto crescente de requisitos, e os testes de terceiros são essenciais para orientar decisões sobre a seleção e implementação das ferramentas mais adequadas às suas demandas de rede e objetivos comerciais exclusivos.
    • Para as organizações que estão adotando a transformação digital, muitos dos atuais métodos de teste usados por laboratórios de terceiros e centros de testes fornecem informações essenciais sobre os novos requisitos e permitem avaliar possíveis soluções para recursos como interoperabilidade e capacidade de compartilhar e responder a ameaças, como parte de uma resposta coordenada.
    • Diante de tantas opções, as empresas e os governos podem adotar, com mais rapidez e confiança, soluções de cibersegurança que apresentam o selo de aprovação de uma organização independente renomada e respeitada no setor.

Outros recursos

Sobre a Fortinet

Fortinet (NASDAQ: FTNT), é líder global em soluções de segurança cibernética amplas, automatizadas e integradas e protege as maiores empresas, provedores de serviços e organizações governamentais em todo o mundo. A Fortinet capacita seus clientes com proteção inteligente e integrada em toda a superfície de ataque em expansão e na capacidade de assumir os requisitos de desempenho cada vez maiores da rede sem fronteiras - hoje e no futuro. Somente a arquitetura do Fortinet Security Fabric pode fornecer recursos de segurança sem comprometer os desafios de segurança mais críticos, seja em ambientes de rede, aplicativos, nuvem ou móveis. A Fortinet ocupa o primeiro lugar entre os appliances de segurança mais vendidos em todo o mundo e mais de 385.000 clientes confiam na companhia para proteger seus negócios. Saiba mais em https://www.fortinet.com/br, no Fortinet Blog, ou FortiGuard Labs.    

Copyright © 2019 Fortinet, Inc. All rights reserved. The symbols ® and ™ denote respectively federally registered trademarks and common law trademarks of Fortinet, Inc., its subsidiaries and affiliates. Fortinet's trademarks include, but are not limited to, the following: Fortinet, FortiGate, FortiGuard, FortiCare, FortiManager, FortiAnalyzer, FortiOS, FortiADC, FortiAP, FortiAppMonitor, FortiASIC, FortiAuthenticator, FortiBridge, FortiCache, FortiCamera, FortiCASB, FortiClient, FortiCloud, FortiConnect, FortiController, FortiConverter, FortiDB, FortiDDoS, FortiExplorer, FortiExtender, FortiFone, FortiCarrier, FortiHypervisor, FortiIsolator, FortiMail, FortiMonitor, FortiNAC, FortiPlanner, FortiPortal, FortiPresence , FortiProxy, FortiRecorder, FortiSandbox, FortiSIEM, FortiSwitch, FortiTester, FortiToken, FortiVoice, FortiWAN, FortiWeb, FortiWiFi, FortiWLC, FortiWLCOS and FortiWLM.

Other trademarks belong to their respective owners. Fortinet has not independently verified statements or certifications herein attributed to third parties and Fortinet does not independently endorse such statements. Notwithstanding anything to the contrary herein, nothing herein constitutes a warranty, guarantee, contract, binding specification or other binding commitment by Fortinet or any indication of intent related to a binding commitment, and performance and other specification information herein may be unique to certain environments. This news release may contain forward-looking statements that involve uncertainties and assumptions, such as statements regarding technology releases among others. Changes of circumstances, product release delays, or other risks as stated in our filings with the Securities and Exchange Commission, located at www.sec.gov, may cause results to differ materially from those expressed or implied in this press release. If the uncertainties materialize or the assumptions prove incorrect, results may differ materially from those expressed or implied by such forward-looking statements and assumptions. All statements other than statements of historical fact are statements that could be deemed forward-looking statements. Fortinet assumes no obligation to update any forward-looking statements, and expressly disclaims any obligation to update these forward-looking statements.